Reforma Tributária e seus principais impactos sobre a contabilidade
Reforma Tributária e seus principais impactos sobre a contabilidade
janeiro 11, 2021
4 passos para retomar o crescimento pós-crise
4 passos para retomar o crescimento pós-crise
fevereiro 4, 2021

Como fazer uma gestão financeira eficiente?

Como fazer uma gestão financeira eficiente?

A gestão financeira é de suma importância para qualquer empresa, independentemente de seu porte ou ramo de atuação. Apesar de muitas vezes passar despercebida no dia a dia da empresa, ela ajuda a diminuir gastos desnecessários, evitar prejuízos, otimizar investimentos, driblar crises e ainda simplificar a gestão organizacional. Quer saber mais e descobrir como fazer uma gestão financeira eficiente? Continue lendo o artigo.

O que é e qual a importância da gestão financeira?

Tudo o que diz respeito às finanças da empresa é de responsabilidade da gestão financeira. Isso vai muito além do fluxo de caixa, como muitos pequenos empresários tendem a pensar.

O gestor financeiro deve ter total ciência de seus custos fixos e variáveis, patrimônio da empresa, índice de rentabilidade e liquidez, ativos a receber, contas a pagar e a receber, estratégias de investimento, fontes para obtenção de recursos, além das atividades rotineiras do departamento.

Tudo isso faz com que a importância da gestão financeira possa ser percebida tanto no curto como no médio e longo prazo.

Isso porque ao passo que mantém a organização e permite que a empresa honre com todas as suas obrigações, ainda eleva a consciência do empresário sobre seu real valor, potencial de crescimento e permite a antecipação de oportunidades ou desafios.

4 passos para uma gestão financeira eficiente

Agora que você já sabe o que é e qual sua importância, que tal aprender como fazer uma gestão financeira eficiente em apenas 4 passos? Veja a seguir.

  1. Separe as contas pessoal e jurídica
    Essa é a regra número um para uma gestão financeira eficiente. Misturar as contas pessoal e jurídica pode trazer uma série de consequências negativas para a empresa. Com retiradas constantes de dinheiro, torna-se difícil enxergar os lucros e o fluxo de caixa pode ser prejudicado. Por isso, desde a abertura do CNPJ, garanta que as pessoas físicas e jurídicas tenham contas separadas.
  2. Registre todas as entradas e saídas
    Pequenos gastos de R$10, por exemplo, podem não fazer diferença no caixa da empresa, mas quando somados a outros pequenos custos, representam um valor importante ao final do período. Para fazer uma gestão financeira eficiente é importante registrar todas as entradas (receitas) e saídas (despesas) da empresa, por menores que sejam, o que facilita a conciliação bancária e evita erros na contabilidade.
  3. Conheça os seus custos
    A implementação da gestão financeira possibilita uma visão holística da empresa, com dados e informações valiosos sobre toda a operação. Um dos erros mais cometidos por quem negligencia a gestão financeira é não conhecer seus custos, o que prejudica a precificação do produto/serviço. Para corrigir isso, considere custos, indiretos e administrativos e, se necessário, reajuste o preço de venda, de modo a obter lucro e se manter competitivo.
  4. Conte com o auxílio de um especialista
    Cuidar de toda a parte financeira da empresa enquanto gerencia toda a parte comercial e administrativa pode ser um grande desafio. Até mesmo as grandes empresas têm investido na terceirização da gestão financeira, uma vez que isso diminui custos e colabora para um ambiente de alta performance.

Se você deseja fazer uma gestão financeira eficiente, vale a pena contar com o auxílio de um especialista. Além da ampla experiência no setor, o profissional de gestão financeira tem todas as ferramentas e recursos necessários para gerir e interpretar os indicadores da sua empresa, transformando-os em informações valiosas para a tomada de decisões estratégicas.

Para saber mais, converse agora mesmo com um dos nossos especialistas.